COMO SER UMA CONSULTORA MELHOR?

COMO MELHORAR A VENDA DE ARTESANATO?
9 de junho de 2016
Os atuais convites de casamento impressos surgiram na Europa, durante a Idade Média. Inicialmente eram feitos à mão por monges.
10 de junho de 2016
Exibir Tudo

COMO SER UMA CONSULTORA MELHOR?

Você quer ser consultora ou revendedora e não sabe o segredo pra vender mais? O negócio tem sido bem promissor, a gente garante. Segundo dados de 2010, só no Brasil, a Avon tinha mais de um milhão de revendedoras, enquanto a Natura contava com quase o mesmo tanto de profissionais.

Já a Jequiti e a marca Mary Kay, em notável expansão por aqui, contavam com mais de 160 mil e 70 mil, respectivamente. Mas, afinal, o que vai te diferenciar na hora de ser consultora? A gente te ajuda!

1)    Não basta “só” vender

Quando a gente define o ramo de revenda em que as consultoras de Avon, Natura, Mary Kay e outras marcas trabalham, não é à toa que classificamos como “produtos de beleza”. Você não vende “só” um rímel, “só” um delineador para olhos: você vende um conceito de beleza, e tem de transmitir isso ao cliente.

Não vale essa de falar que a cliente ficou bonita quando não ficou, pela simplicidade de fazer isso. Pense em orientar e ajudar, antes de tudo. Com essa postura, seu atendimento será mais atraente e as clientes, mais fiéis.

 2)    Procure dicas de beleza

Ficar atenta a dicas de beleza para passar às clientes é o tipo de coisa que pode te ajudar muito na hora de vender um produto. Uma cliente negra, por exemplo, pode preferir essa ou aquela cor de sombra por combinar mais com seu tom de pele. Se o rosto da cliente tem o formato mais redondo, que tal complementar o atendimento mostrando quais produtos poderiam ser usados numa maquiagem bacana para deixá-la ainda mais bonita.

Esse conhecimento extra na área de beleza pode ser obtido até pela internet, ainda que você procure mais material pra si mesma. Tenha essas dicas para o momento ideal do atendimento, assim você garante maior satisfação da cliente e segurança na hora de indicar um produto ou outro.

 3)    Pense no valor do seu produto –  não só no produto em si

Antes de ter um preço, seu produto tem valor. Valor pela qualidade que possui, pela imagem da marca no mercado, pela garota propaganda que o divulga. E, mais do que isso, o que você vende é a sensação de estar bonita. Lembrar disso no momento da venda pode te tornar uma consultora melhor: afinal, revender os produtos não é “só” revender, mas sim ajudar a cliente a se sentir bonita.